20 março 2007

Formação de Formadores Nô Djunta Mon: Preparar o envio de voluntários




Nos dias 10 e 11 de Março o ISU realizou em Sesimbra um fim-de-semana de Formação para os Formadores dos Projectos Nô Djunta Mon. Estiveram presentes voluntários da Sede (Lisboa), dos Núcleo de Viana e do Núcleo de Faro, num ambiente de trabalho, troca de experiências e bom relacionamento do grupo muito positivo.





O programa realizado incluiu as seguintes sessões: percurso da Forma-ção Nô Djunta Mon de cada núcleo; actividades de financiamento; trabalho de grupo sobre os princípios de actuação; o processo de selecção e o acolhimento dos voluntários Nô Djunta Mon.

Ao todo participaram na formação 16 voluntários do ISU, que durante dois dias discutiram e esclareceram várias etapas do processo da Formação para os projectos Nô Djunta Mon. Do ISU Faro estiveram presentes a Estela e a Romana; do ISU Viana participaram a Andreia, a Diana e a Marina; e da Sede do ISU participaram na formação a Paula, o Hugo, a Ana, a Rita Leote, a Rita Magalhães, a Mercês, a Marta, a Mónica, a Margarida, a Luciana e a Catarina.

A formação permitiu aos formadores dos diferentes núcleos confrontarem ideias e posições sobre a Formação Nô Djunta Mon, clarificando e uniformizando alguns dos procedimentos.

No final todos regressaram a casa com o sentimento reforçado de que há muito trabalho pela frente na organização e realização da Formação e dos Projectos Nô Djunta Mon.

Em Lisboa a Formação Nô Djunta Mon vai ter inicio a 14 de Abril, o Núcleo de Viana começa a Formação no dia 19 de Abril e no Núcleo de Faro as datas ainda não estão definidas.

De relembrar que o ano passado o Núcleo de Faro realizou o 1º Projecto Nô Djunta Mon, em S. Tomé e Príncipe, com 3 voluntários, de Lisboa partiram 9 voluntários para a Guiné-Bissau (Bissau e Bubaque), 3 para Cabo Verde (Porto Novo) e de Viana do Castelo foi uma equipa de 7 voluntários, que realizou o Projecto Nô Djunta Mon no Boé e Gabú, na Guiné-Bissau.

1 comentário:

Joana disse...

Caros colegas do ISU,

Fui para Cabo Verde no Verão de 2000, através do NÔ DJUNTA MON.
Queria incentivar todos os indecisos a embarcarem nesta aventura, um desafio que deixa bons resultados. Neste período senti que o nosso trabalho foi produtivo e útil, penso que deixámos bons intrumentos eduvativos e alicerces de desenvolvimento na Assomada, em Cabo Verde.
Para além disto, é sem dúvida uma experiência para a vida. Hoje é muito frequente lembrar as aprendizagens e momentos vividos neste período... Marcaram-me e são essenciais no meu dia-a-dia.
Por isso Obrigada e PARABÉNS ISU!
E um beijinho aos meus companheiros de 2000: Pedro, João, Pedro, Ana, Ana Luisa, Abraão, Telma, Maya, Carla, Marisa, Diogo...
Quem puder envie-me fotos do ICM e outras da Assomada!
Beijinho Joana